Porque profissionais estrangeiros não querem viver no Brasil

//Porque profissionais estrangeiros não querem viver no Brasil

Porque profissionais estrangeiros não querem viver no Brasil

O país foi avaliado como um dos piores para morar em um ranking com mais de 20 mil imigrantes

Por Bruna Cavalcanti

O Brasil foi eleito por profissionais estrangeiros como um dos piores países para morar. O ranking Expat Insider 2019, que foi elaborado pela InterNations – empresa que auxilia profissionais que vivem fora dos seus países – entrevistou a mais de 20 mil imigrantes que moram em 187 países ou territórios.

Apesar de reconhecerem a amabilidade e a hospitalidade do brasileiro, um dos problemas mais apontados pelos estrangeiros, que vivem ou viveram no país, foi o tema relacionado à qualidade de vida, segurança e o alto custo de serviços como educação e saúde.

Entre os 64 países incluídos no ranking – os demais não foram escolhidos por não terem uma amostra mínima de 75 pessoas para responder ao questionário – o Brasil ocupou a 61ªposição.

Pela metodologia do ranking não foi explicado quantos foram os entrevistados estrangeiros que viveram no país, mas 61% afirmaram estar insatisfeitos com as condições de segurança e a violência do país. Seguindo a média global, esse número chega a 9%. Não há informações sobre o nível de renda dos participantes da pesquisa, mas a média de idade deles é de 44 anos e 84% possuem ensino superior.

Também foi observado que esses mesmos profissionais tinham uma percepção muito ruim em relação a melhora da economia brasileira e às perspectivas em torno a carreira e a crescimento profissional.

As perguntas tinham referência à qualidade de vidas dos profissionais estrangeiros, nos países em que viviam, e a sua percepção sobre perspectivas de carreira, economia, facilidade de integração e qualidade dos transportes e de viagens.

Os melhores e os piores

Os melhores países para se viver, segundo os profissionais estrangeiros entrevistados, foram respectivamente: Taiwan, Vietnã, Portugal, México, Espanha, Cingapura, Barein, Equador, Malásia e República Tcheca.

Já os dez países mais mal avaliados foram respectivamente: Kuwait (em 64º lugar, o último lugar), Itália, Nigéria, Brasil, Turquia, Índia, Reino Unido, Grécia, Rússia e Coreia do Sul.

 

 

2019-09-11T21:11:40+00:00

About the Author:

Leave A Comment